AQUI HÁ

sábado, 29 de novembro de 2008

SAMBA DE ACENTO

Vamos pôr os pontos nos is:
Eu vou atrás do til dos teus quadris
Que til e tal
Cobra no areal
Eu sei que ponho o acento grave em tudo
Mas tu libertas o acento agudo
Por isso o til que dás
Nas ancas é capaz
De me pôr a dizer coisas sem nexo:
Lua, golo, aliás,
Gata no banco de trás.
Num abraço circunflexo

Música: Manuel Paulo

15 comentários:

Aldina Duarte disse...

Venha a obra que mãos para recebê-la não faltarão.

Beijinhos

Miúdo disse...

Grande Monge! Letra muito bem conseguida que dança perfeitamente com a melodia do Manel Paulo! Foi um prazer cantá-la. E, ao contrário de outros, que são recorrentemente atormentados pelo sr. Al, eu não me esqueço delas! Nem em palco, nem fora dele! ;)

Abraço

Anónimo disse...

Camarada, bela letra! Apetece-me ouvir de novo o assobio original.
Acho que este blog já tardava, e como diz a fadista, mãos para receber a obra, não faltarão.
Abraços, e até amanhã. MP

MariaIvone disse...

Samba de acento e ponto de exclamação!
Lindo!!!

Joca disse...

Irmão,

Este teu blog também vai ter coisas porcas, não vai? é que até as tuas coisas porcas são poesia!

Grande abraço... e passarei a frequentar este teu tasco com a mesma frequência que entro no meu

leonor disse...

Monge
Tenho a certeza que este teu blog vai ser muito musical, poetico e cheiiinho de coisas boas!
Um bjinho Leonor

margarida disse...

Samba é música!
Acento nem sequer é grave!
Poesia, sentimento!
O que encontramos na mistura das palavras?
Talvez uma dança!
Dança é samba!
Beijinho grande de amizade,
Margarida

canaldamancha disse...

É Lá...

Teme-se o pior...

Espera-se o melhor.

Abraço.

Anónimo disse...

Xiii... com um blog assim por aqui a navegar... agora é que a "cobra" torce o rabo!
E eu vou estar atenta.
Beijinho muito grande!

Lena

Anónimo disse...

Fico cliente, feliz e contente.
Parabéns. Grande letra e Grande musica.
Um forte abraço
Inês (vou telefonar)

lidia disse...

Aqui venho eu toda lampeira, num restinho de tempo roubado aos meus afazeres de mãe de família, pensando que deixaria um dos primeiros comentários ,e, (ñ consegui resistir, hehe!) encontro isto pejadinho deles. Assim sendo, aqui fica um abreijo e a expectativa de muitos post's.

Anónimo disse...

Parabéns meu tio. Está uma letra fascinante.
Ai que orgulho que me assalta, saber que para além de seres amigo, camarada ou irmão de alguém és meu TIO.

ADR-TE. MMM

Antonio disse...

Já dizia alguém:

"Debaixo de uma pedra, sai um Lagarto...".

Esta é, sem dúvida, uma bela surpresa. Não pelo Lagarto (Cobra neste caso), mas sim pela atitude e determinação do Monge entrar em mais uma aventura dos meandros informáticos...

Sinceramente, já era necessário algo assim!

PARABÉNS!!!
António Rodrigues Neto

San disse...

versos e afins é o que se espera de um gaijo de cigarro ao canto da boca....nunca estiveste propriamente ausente, que a gente sabe que andas por aí...mas assim é mil vezes melhor!
bêjos

zoltrix disse...

CARAMBA!!!!!! ELE ESTÁ MESMO AQUI!!!!!!
Agora que parem a Lua e o transito dos planetas, que as águas amansem e as cores amanheçam! Vamos ler-te!