AQUI HÁ

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

SER DO VENTO

em flor te aguardo
neste suspenso momento
como se o vento
fosse todo o meu resguardo

e assim me entendo
ser desta fragilidade
outra metade
de tão frágil fingimento

que é seu talento
de entre as pedras ser aquela
que nos revela
em cada pedra um sentimento

porém, se a flor
tem no destino ser do vento
há tanto tempo
e eu aguardo, meu amor

Música: Manuel Paulo

3 comentários:

San disse...

ter sido flor e depois ser fruto...

peciscas disse...

Deixar transcorrer a espuma dos dias e aguardar.
Aquele momento mágico em que a flor que espera se fecunda.
E a espera vale a pena quando se sabe que o vento virá.

André disse...

Esta musica, esta ler. Não podia deixar de lhe agradecer tudo isto.
Fantástico o poema. Deve dar um gozo enorme ver as nossas palavras encaixadas em belas musicas que promovem o seu significado.
Parabéns