AQUI HÁ

domingo, 22 de março de 2009

QUEM AMA

Quem ama tem a veia
que inspira a compreensão
porque faz da parte feia
de quem ama
a vasilha do perdão

Quem ama diz que não
com um sorriso
faz o que não é preciso
como se preciso fosse
e chama o seu coração
como se comesse um doce

Quem ama tem fraquezas
dores no peito
tem mazelas
Tem aquelas subtilezas
de ir à bola com jeito
para evitar as canelas

Quem ama tem dores pequenas
e faz delas tábua rasa
porque faz das próprias penas
uma dor de trazer por casa

6 comentários:

San disse...

e quem escreve o que sente como tu, não mente: ama também.

Lena disse...

Ainda bem que Alguém inventou o Amor... ainda bem que Alguém te deu o dom de o descreveres desta maneira... claro que ainda bem que Alguém te permitiu encontrar na vida a "inspiração" para o fazeres... e finalmente, ainda bem que partilhas tudo isso connosco!

Poema lindo.

Paula Raposo disse...

Bonito o teu poema. Como quem ama...beijos.
Gosto daquele mar ali em cima...

glória disse...

quem ama semeia a espera, sabe contar cada ponto que se esvai na passagem do tempo. faz de cada momento compartilhado um regaço que refrigera o corpo e faz flutuar a alma. em sintonia. gostei. bjs

Anónimo disse...

Bem, o que dizer deste poema?!....
O amor é assim mesmo....
Claro que gostei!

Bjos

Ema

Rita Palma disse...

É muito bonito o que escreve...

Os meus parabéns ***